Em Moçambique, grupo leva esperança e fé a pessoas que vivem do lixão



Por Michele Roza / Fotos: Cedidas

Pessoas sobrevivendo do que recolhem em lixões a céu aberto, proveniente da falta de tratamento dos resíduos sólidos urbanos. Infelizmente, essa é uma realidade de muitas cidades em países no mundo todo. Em Maputo, capital de Moçambique não é diferente. Em um dos bairros da cidade, Hulene, muitas famílias moram no entorno do lixão e encontram ali sua única fonte de renda.

Pensando em dar suporte a essas pessoas, o grupo Evangelização (EVG) de Moçambique realizou, recentemente, uma ação inédita no local. O lixão fica a cerca de 7 quilômetros do centro de Maputo.

No dia, aproximadamente 500 pessoas foram beneficiadas com um café da manhã solidário preparado especialmente pelos voluntários do grupo.

Mostrar o valor a quem é humilhado

Segundo o Pastor Paulo Marques, responsável pelo trabalho do grupo em Moçambique, essa ação é uma forma de levar uma palavra de fé e mostrar quão valiosas são aquelas pessoas para Deus.

“O Senhor Jesus nos ensinou a amar ao próximo. Essa é uma forma de poder ajudar essas pessoas, que muitas vezes são criticadas e humilhadas pela sociedade. E, assim podemos levar uma palavra e revelar a fé para elas. Temos uma imensa satisfação em poder ajudá-las”, disse o Pastor.

Lixão de Hulene

Quem sobrevive do que recolhe no lixão passa a maior parte de sua vida, dia e noite, em meio aos resíduos na esperança de encontrar algo para o próprio sustento. Além disso, a situação no lixão de Hulene, localizado nas proximidades do Aeroporto de Maputo, é muito precária e insegura.

Tanto que acidentes não são raros nesse local, onde famílias inteiras, inclusive crianças e idosos, retiram sua subsistência. Há pouco mais de 1 ano e meio, em fevereiro de 2018, um desabamento dos resíduos matou pelo menos 16 pessoas e deixou vários feridos. De acordo com o Conselho Municipal de Maputo, um monte de lixo em Hulene já chegou a 15 metros de altura.

Conforto, fé e esperança

Com o propósito de levar conforto, fé e esperança a essas pessoas que enfrentam tantas adversidades no dia a dia, foi feita uma oração por todos presentes. Ademais, durante a ação, ainda foram realizados atendimentos individuais àqueles que vivem e trabalham diariamente no lixão.

A voluntária Gilda Saul Magaia participou da ação e contou como foi a experiência de poder ajudar quem mais precisa. “No lixão eu pude sentir o que Deus quer de nós. Ele quer levar a Palavra aos rejeitados pelo mundo. Um dia, eu estive assim como muitos deles, sem esperança e sem direção. Então, abraçar aquelas pessoas me fez lembrar quando eu cheguei à Igreja. Deus me abraçou e disse o quanto me amava. E foi o que aconteceu com eles: pararam para nos ouvir e refletir na Palavra de Deus. Foi muito forte”, contou.

Universal pelo mundo

A Universal está presente em Moçambique desde 1992 e atualmente conta com 213 templos em todo o país. Quer saber mais sobre o trabalho social e de evangelização no Brasil e em outros países do mundo? Acompanhe diariamente as matérias publicadas aqui no site.

Quer ser um voluntário? Então, encontre um endereço de uma Universal mais próximo de sua casa e se informe com o Pastor ou o líder de grupo da região.

ler mais
Notícias relacionadas
Relatar erro

comentários

Relatar erro

Informe nossa equipe sobre qualquer erro gramatical, de informação ou técnico encontrado nesta página:

Em Moçambique, grupo leva esperança e fé a pessoas que vivem do lixão

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Notícias falsas

You know about some fake news on the internet about Universal church of the kingdom of god? Report here and we`ll bring up the truth through myths and truths site

Formulário de reclamação

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Expediente

Editora Executiva:

Coordenadora de Conteúdo:

Repórteres:



Email de contato:

Telefones:

Address

Cep:

Free WordPress Themes, Free Android Games