O grande motivo das demissões

Por Fonte:www.universal.org

Um levantamento da Page Personnel, consultoria global de recrutamento para cargos de nível técnico e suporte à gestão, afirma que nove em cada dez profissionais são desligados das empresas por conduta inesperada ou inapropriada. O estudo leva em conta as respostas de 1.400 executivos de recursos humanos de empresas dos setores de varejo, vendas, tecnologia da informação, propriedade e construção, marketing, finanças, engenharia e recursos humanos.

O administrador de empresas Eduardo Rocha comenta o resultado do estudo e afirma que ter um bom currículo não significa garantia do emprego. “As pessoas são contratadas pelas suas competências técnicas, mas, muitas, são demitidas por incompetência emocional. Do ponto de vista das pessoas, dos funcionários, a principal causa para que essas demissões aconteçam é não ter resiliência nem inteligência emocional, porque muitos não conseguem lidar com situações de estresse ou não conseguem resolver problemas.”

A presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos do Rio de Janeiro, Lúcia Madeira, acrescenta que existem alguns pontos importantes a serem destacados que caracterizam uma conduta inesperada ou inapropriada. “Estamos falando de pessoas que vão contra as normas e regulamentos de alguma organização, principalmente de casos em que essa conduta inadequada acontece com clientes ou com colegas de trabalho, ou seja, ela vai contra o ambiente de trabalho adequado. Às vezes, uma única atitude errada de um funcionário é suficiente para causar um prejuízo à imagem da empresa ou um prejuízo material.”

PROFISSIONAL DE SUCESSO

Capacidades técnica e comportamental são requisitos essenciais para quem quer investir na carreira. “O bom profissional tem essas características, o que inclui respeitar as normas da instituição em que trabalha. Então, para evitar uma possível demissão, é preciso conhecer as regras e os valores da empresa e procurar segui-los. Para cada organização há um conjunto de orientações que estão ali para facilitar esse trabalho”, completa Lúcia Madeira.

Mas como ser esse profissional completo? A consultora especialista em formação de líderes, empresários e executivos Rosa Bernhoeft é enfática ao afirmar que é preciso investir no autodesenvolvimento. “É necessário ter autoconhecimento. Hoje as carreiras são autogerenciadas e, por isso, o profissional deve cuidar não apenas de suas competências técnicas como também da sua qualidade de relacionamentos e da maneira como entende e julga situações cotidianas e as resolve.

Deve avaliar também como inspira pessoas e se dispõe a ter uma relação de confiança com seus chefes e gestores.”

Você pode aprender como desenvolver o autoconhecimento e outras competências nas palestras do Congresso para o Sucesso, que acontecem às segundas-feiras em uma Universal próxima de você.

ler mais
Relatar erro

comentários

Relatar erro

Informe nossa equipe sobre qualquer erro gramatical, de informação ou técnico encontrado nesta página:

O grande motivo das demissões

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Notícias falsas

You know about some fake news on the internet about Universal church of the kingdom of god? Report here and we`ll bring up the truth through myths and truths site

Formulário de reclamação

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Expediente

Editora Executiva:

Coordenadora de Conteúdo:

Repórteres:



Email de contato:

Telefones:

Address

Cep:

Free WordPress Themes, Free Android Games